Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
tumblr_latcrsZYuj1qbzkdr.jpg


FOME DE VIDA
Ysolda Cabral
 

Abri a boca;
não para o alimento!
Muito menos para o beijo.
Abri a boca,
para pronunciar o teu nome.
Perdi o jeito!
 
Abri a boca;
para falar cousas poucas!
Fiquei tímida, fiquei rouca...
Fechei a boca morta de medo
de me pensares louca
pelas bobagens que digo.
 
Abri a boca;
apenas para dizer o que sinto...
E, entre um gole e outro do tinto,
que não bebo... Calei!
E, pelo amargo na boca, 
me faltou à Vida que te sinto faminto.

**********
 
Praia de Candeias-PE
Em devaneios de happy hour
De uma 3ª.feira qualquer
24.02.2016
Apenas Ysolda 
www.fugindodocontexto.blogspot.com

Para escutar a música de fundo, acesse:
www.ysoldacabral.prosaeverso.net 
Ysolda Cabral
Enviado por Ysolda Cabral em 24/02/2016
Reeditado em 24/02/2016
Código do texto: T5554073
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ysolda Cabral
Recife - Pernambuco - Brasil
2179 textos (220610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 00:29)
Ysolda Cabral

Site do Escritor