Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NATAL NO CEMITÉRIO

PASSEI O NATAL NO CEMITÉRIO
CONVERSANDO COM UMA FOTO
SOBRE O TÚMULO DE MINHA NAMORADA
ARREPENDIDO POR TÊ-LA MATADO
PORÉM ALIVIADO POR ESTAR LIVRE
COMI BOLACHA RECHEADA NA CEIA
TOMEI PINGA COM TUBAINA
MASTURBEI-ME LEMBRANDO OS VELHOS TEMPOS
NUM LUGAR ESCURO
ONDE AS LUZES DO NATAL NÃO CHEGAM
ONDE A LAREIRA NÃO ESQUENTA
FICO MAIS TRISTE AINDA
QUANDO ME LEMBRO QUE ELA MORREU GRÁVIDA
MATEI MEU FILHO SEM QUERE
AGORA FICO AQUI
IMAGINANDO COMO SERIA SEU ROSTO
CASO ELE TIVESSE NASCIDO
PENA QUE PAPAIL NOEL
 NÃO PODE FAZER NADA POR MIM
pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 03/10/2005
Código do texto: T56211
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:04)
pedro carmo