Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PUREZA

Mulher
Que apesar de vivida
De muitas mágoas e amores
De sonhos não concretizados
Muitas vezes espatifados como cristal
Tens a alma pura
Como um bebê
Que recém vem ao mundo
Seu choro nos emociona
Sua fragilidade e tristeza
Nos faz querer te dar um colo
Ah, querida.
Pareces indefesa
Mas te foi dada asas
E uma grande beleza
Saia do casulo
Seca suas lágrima e voe
Te mostre ao mundo.
Pois quem te conhece
Sempre se apaixona em um segundo.

Ká Butterfly
22.08.05
Carolina Salcides
Enviado por Carolina Salcides em 04/10/2005
Código do texto: T56493
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Salcides
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
133 textos (51328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:35)
Carolina Salcides