Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PECHINCHA

CHOREI POR PENA DE MIM
NÃO QUISERAM MINHA ALMA NA PECHINCHA
A TROCO DE UMA TREPADA E UM VINHO QUENTE
OFEREÇERAM UM BOQUETE E UMA PINGA
QUEM SOU EU PARA PRENDER
A MINHA ALMA A ESTE CORPO
QUERO A CARNIÇA DA CRIANÇA
VER A LUZ SANGRAR
A SOMBRA PROJETADA NUM ESPELHO RACHADO
SOU ILHA?PORÇÃO DE CARNE
CERCADA DE TRISTEZA POR TODOS OS LADOS
INCLUSIVE O LADO DE CIMA E O DE BAIXO
E PRINCIPALMENTE O DE DENTRO
NA CARTINHA DE MINHA FILHA AO PAPAI NOEL
ELA NÃO PEDIU PRESENTES
PEDIU APENAS QUE O PAI PARASSE DE BEBER
E DE VIOLENTER ELA E A MÃE TODAS AS NOITES

NESTE CÉU ADOLESCENTE
COM ESPINHAS BRANCAS NA CARA
VEJO RASTROS DE PASSARINHOS
PEGADAS DE MORCEGO

JESUS PEDE AMAR AOS OUTROS
COMO A SI MESMO
MAS SOU UM SUICIDA
E MEU AMOR SEMPRE É RECUSADO.

pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 07/10/2005
Código do texto: T57610
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:47)
pedro carmo