Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
UM LUGAR PARA O AMOR

Embora,
Não mais vislumbre,
As cores nítidas do arco-íris,
Não sinta no canto da alvorada,
O desejo de voar.
Não tenha o corpo livre,
Das algemas da dor.
Não seja como uma criança,
Com um presente nas mãos;
Como um rio a espalhar,
O humo na terra.
Embora,
Me sinta órfão,
(Ainda que poeta).
Deguste o sabor amargo,
Do vinho (vida).
Habite no inseguro,
Do meu ego.
Sufoque o meu brado,
De independência.
Muito embora,
Os meus sonhos,
Estejam ávidos por alimento,
Ausente em minha dispensa.
No meu coração ainda há lugar,
Para a fagulha do amor.
...Só não consigo,
Retirar as cinzas.


DELEY
Enviado por DELEY em 27/08/2007
Código do texto: T626703

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4964 textos (187822 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:28)
DELEY