Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entender o que não Entendo

Estou voando
Como ave 
E observando
O que está lá em baixo
Sou eu, perdido na multidão
Vago, vazio,
Perdido no esquecimento de mim

Estou chorando
Lágrimas de infelicidade
De inconformismo
Com a realidade vivida
Com a incompreensão dos que me circundam

Estou sofrendo
Por achar que os valores se confundem
Que as coisas são mais simples
Que o significado dessa vida é outro

Estou suspenso
E vejo-me andando numa corda bamba
Atravessando um abismo
Em plena praça pública
O abismo dos meus próprios conflitos
O abismo
Um abismo

Para esse eu que se vê de cima
Talvez seja difícil
Entender a vida
Entender as pessoas
Talvez seja difícil
Entender quem se vê de baixo
Talvez seja difícil
Entender essa complexidade de ser
De viver
E viver

Para esse eu que está lá em baixo
Talvez a complexidade de tudo
Esteja simplesmente em viver
Talvez seja se entender
Como um diferente ser
Entender a vida como coisa mais simples
Talvez seja simplesmente
Se entender 
No meio de tantas pessoas
Que sequer conseguem entender
Ulrich Hinteseher
Enviado por Ulrich Hinteseher em 02/09/2007
Reeditado em 02/09/2007
Código do texto: T635188

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ulrich Hinteseher
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
163 textos (22323 leituras)
7 áudios (3433 audições)
7 e-livros (336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:41)
Ulrich Hinteseher