Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAUFRÁGIO

Perdido no mar, mastros quebrados,
Baloiça à deriva indolente barco à vela,
Na proa colorida corações entrelaçados
Cobrem de magia pintura simples e bela!

Na coberta despida banhada pelo mar
O abandono parece completo e vazio,
Quebra o silêncio o forte vento a uivar
Pelo convés do barco adormecido e frio.

Coberto de espuma salgada e maresia
Como fantasma cercado de neblina,
Flutua o barco num ritmo de poesia
Longe da vida dispersa e peregrina.

Na ponte do comando exausto capitão
Os mastros olha com desgosto profundo,
Lembra glórias vividas na emoção
Do navegar errante, livre e vagabundo.

Gasto por sonhos que lhe queimam a mente
E por ilusões mergulhadas na amargura
Mira o horizonte num esforço impotente
E cai sobre o leme num abismo de tortura.
José Rafael
Enviado por José Rafael em 26/10/2005
Código do texto: T63841
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Rafael
Portugal
39 textos (1815 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:45)
José Rafael