Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem odor

A dor atormenta o homem como vício...
Tantos choram, tantos se afirmam em cilício...
Põem-se voluntariamente na embriaguez da tristeza!
Fealdade! É o ópio do ego: a autopiedade!

Negam-se a verdade do conforto em que se comprazem!
Sentem-se, não filhos, mas o aborto seco da estiagem
Como se Deus os tivesse concebido somente para a dor!
Como se a dor fosse-lhes o legado irônico do Amor...

Irônica auto-comiseração! Vaidade deformada...
Por ironia, real ironia, quem sobre não se esvai em dor...
Sofre apenas, dentro de si, qual flor seca, já sem odor...
Marco Aurélio Leite da Silva
Enviado por Marco Aurélio Leite da Silva em 12/09/2007
Reeditado em 24/05/2008
Código do texto: T648859
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Aurélio Leite da Silva
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
106 textos (51215 leituras)
1 áudios (38 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 15:51)
Marco Aurélio Leite da Silva