Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O abismo das almas

Nas trevas ignorantes, pesadelos
Sem cor, sem brilho, os baços desesperos
Fazem pouco de nossos fiéis zelos
Um sonho encharcado de puro Eros.

Engolfando os perigos de maus cleros
A corrente apagada sem bons elos
E a face com seus dentes amarelos
Canta hinos com vigor de mil Homeros.

E na profundidade de um assomo
Sinto crepitar vícios meio fracos
Um desespero cor prata de cromo.

E a bíblia dos enganos que te afunda
No mais eterno sono dos carrascos
Onde Deus está velho e corcunda.
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 14/09/2007
Código do texto: T651598

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (267247 leituras)
6 áudios (1647 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:48)
Fabio Melo