Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIM DO MUNDO

No dia em que a natureza
Morreu de morte natural
Os pássaro cantaram todos
Uma canção universal
O silêncio

E ninguém ouviu


No dia em que a tristeza
Foi o sentimento maior do mundo
Arderam os livros e os sonhos
E o tempo passou a ser um segundo
O primeiro

E mais nenhum seguiu

No dia do fim ou do início do fim
Não havia ninguém para se chorar
Ninguém nos chamou, ninguém nos ouviu
Morremos todos sem sequer nos lembrar
Do amor

Que connosco sucumbiu
Gilberto Cardoso
Enviado por Gilberto Cardoso em 15/09/2007
Código do texto: T653164

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Cardoso
Portugal, 48 anos
91 textos (2874 leituras)
1 e-livros (54 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:25)
Gilberto Cardoso