Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porta

Olhei e te vi
olhei e me vi
olhei e já não estava mais ali
era noite mais ali amanheci
dava sono mais não adormeci
foi ali que te conheci
foi ali que mesmo te tendo
quase me perdi
foi ali, foi ali
foi tão perto que meus olhos
me impediram de ver, tamanha era a Distância
foi tão doce, nosso encontro
que pude sentir o amargo da perda
antes mesmo de perder
pensei antes de lembrar
como seria esquecer
foi ali e não aqui
ou aqui e acolá
não importa, foi por essa porta
que maçaneta, dedos, mãos, um abraço
feita em liga de aço
a porta se fecha depois das dez
a chão continua afundando sob meus pés
é difícil entender
é difícil compreender
mas é fácil se perder
fiquei assim, sozinho sem saber
perdi tudo, perdi todos
próxima porta, dessa vez com calma
quem se importa
é só uma porta
que não leva ninguém a lugar nenhum
mais arrisco ou serei só mais um
Tiago Cadena
Enviado por Tiago Cadena em 15/09/2007
Código do texto: T653669
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago Cadena
Jaboticabal - São Paulo - Brasil, 31 anos
39 textos (1061 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 10:09)
Tiago Cadena