Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTE BOLERO

TRISTE BOLERO

Canções fazem-me retroagir, incongruências
Notas inolvidáveis, recordações que bailam
Meu peito está vazio, salão das ausências
Dançam lembranças, sombras que passam

Bolero que ficou detido na memória
Teu rosto e o chapéu de aba dobrada
Um cravo na lapela em glória
Realçando o terno preto ainda em moda

Havia festa em meus olhos noturnos
Hoje estão sem luar, tristes, taciturnos
O corpo sem ritmo, moribundo

Mas outra vez em teimosia
A vitrola repete nossa melodia
E os sons ecoam em pesar profundo!
Tânia Mara Camargo
Enviado por Tânia Mara Camargo em 16/09/2007
Código do texto: T654937
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Mara Camargo
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 60 anos
508 textos (17575 leituras)
7 áudios (417 audições)
1 e-livros (32 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 19:15)
Tânia Mara Camargo