Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AVESSO DAS PALAVRAS...


Disse-me amor, pareceu-me ter ouvido sofrimento,

disse me amar, deu-me a entender bem menos...

Disse alegria, com uma mesma boca triste,

com um certo pesar no olhar!

Fica-me no peito um receio a se confirmar,

que o que me dizes não é o que estas a sentir...

Tenho medo de lhe perguntar o que sentes;

medo de que se confirme que não me amas mais,

que não queres ser minha jamais

e só não sabes como me falar!

Meus ouvidos anseiam o ecoar de palavras doces,

querem o reverberar emocionado d'antes

quando suas palavras pareciam murmurios, miados

de uma gata no cio, ronronando comigo no telhado!

Com as garras afiadas, descontroladas a meu peito rasgar!

Fico a procura de forças,

que me arranquem dos sentidos

a sensação de estarem no avesso as tuas palavras...

Procuro encantamento, para encantar-te novamente,

parece-me que desta mágia careço!

Não estou bem certo sobre teus sentimentos,

mas neste momento uma coisa é certa:

Como o avesso das tuas palavras

doeria menos o seu silêncio!



Edvaldo Rosa

15/09/2007

WWW.SACPAIXAO.NET

Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 17/09/2007
Código do texto: T655727
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edvaldo Rosa www.sacpaixao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
1740 textos (177279 leituras)
23 áudios (10678 audições)
35 e-livros (9293 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:44)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor