Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Face da vida

Ás vezes, simplesmente
às vezes, quero ser
eu e não posso...
A máscara hipócrita pesa demais
e a ousadia é sorbeba.
Confundo o espelho
com melanciolias da aurora...
Ainda preciso respirar,
num mundo de escarros fabris,
ingestão de coca cola
e consentir com as secas lágrimas do mundo.
São tantos cacos,
tantos adeuses nordestinos
ao ar poeirento que transpiro aqui...
Tantos ais e porquês...
E eu ainda visto a carapuça da dúvida
proteger o que ama ou aprender a amar ?
O gasto tempo vai ainda remoer,
sôfrego,
essa vida tão indistinta !
Priscilla B
Enviado por Priscilla B em 17/09/2007
Código do texto: T656525
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilla B
Uberaba - Minas Gerais - Brasil, 29 anos
162 textos (4162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 11:24)
Priscilla B