Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anjos Artificiais

Sonhos, todos drogados, convalescem
Apetecendo dores e delírios
Fazendo homens santos com martírios
Anjos d’artifício que se esquecem.

Desenhos apagados pelas ondas
Talvez sentindo um pouco mais ateu
Caindo numa vala junto ao teu
Amor, que esperarei que correspondas

A cruz dessa tristeza que carrego.
Um anjo demoníaco morrendo
O aroma d’amoníaco comendo
Meu olho, que vazado está mais cego.
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 19/09/2007
Código do texto: T658763

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (267269 leituras)
6 áudios (1647 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 12:52)
Fabio Melo