Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crepúsculo do apodrecimento

Sinta os aromas, miasmas rarefeitos
As larvas banqueteiras se comendo
E as virulentas falhas vão sofrendo
Bebendo vinho escuro e purulentos

Sintomas desse câncer, sofrimentos
Rarefeitos, sabores aumentando
E as moléstias vão assim marchando
Espalhando seus sinais pelos bons ventos.

Tu, cuja caveira oca está quebrada
Tu, cujo olhar de pena causa nojo
Tu, que tentou me dar dura dentada

E arrancar o teu belo e franco bojo
Deixando como a velha torta, entrevada
Para guardar teu corpo num estojo...
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 24/09/2007
Código do texto: T665647

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (270642 leituras)
6 áudios (1651 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 23:01)
Fabio Melo