Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Retinas da Solidão

Desfolhas o teu sorriso sarcástico
Aprofunda-me nas riquezas de sua dor
O súbito alimenta em minha alma
Repentina como as coisas do amor

Seus olhos cansados não me temem
Sou a luz que se aproxima ao fim do túnel
Uma sombra atravessando o seu caminho
Veneno esparramado pro futuro

Na fragrância de sua tristeza brotou a solidão
Acelera-te a um momento procurando o seu perdão
Lagrimas despedaçada como rosas em pranto
Tormentas debruçadas em pleno encanto

Não tenha medo do mundo invisível
Aparentemente a tortura lhe afaga
Nostalgia de um tempo solene
Retinas que as horas se apagam

rickbec
Enviado por rickbec em 01/10/2007
Código do texto: T676544
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rickbec
Curitiba - Paraná - Brasil, 38 anos
163 textos (11054 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:44)
rickbec