Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
TEMPO PERDIDO

A vida pulou...
Pelo vão da janela,
E eu não percebi;
O vento forte a abraçou,
E lá se foi ela...
Eu não entendi.
Não dá para acreditar,
Vê-la escorrer...
Por entre as mãos,
E assim, se perder,
No vazio da criação.
No breu da amplidão.
A vida passou...
Como um raio,
Montada no cavalo baio,
E quando eu olhei,
Visualizei apenas a poeira,
Descendo a ladeira,
Da rotina costumeira,
De todos os anos,
Dos desenganos
Planos e danos.
No indefinido,
Do tempo perdido.
A vida passou...
E eu...?
Será que passei?
Não sei;
O que sei,
É que eu poderia,
Ter em mim a cantoria
O sabor da alegria,
De cada amanhecer,
E viver para valer,
Tudo que até aqui,
Eu não vivi.

...Tarde demais?
DELEY
Enviado por DELEY em 01/10/2007
Código do texto: T676754

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4936 textos (186938 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 05:03)
DELEY