Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta de amor

A mais bela carta de amor
Cantei-a em voz de sereia...
Dedilhei as palavras numa harpa enternecida
E matei as frases na guilhotina da dor!

Nos sinónimos da miragem,
Silenciei os abraços que me deste
E enlacei a tua falta de amor
No galope endoidecido do desejo!
Não me deitei no colchão dos teus sonhos,
Não me aconchegaste os lençóis da certeza...

Morri na prosa que escreveste no meu corpo,
Sepultaste-me na poesia que escrevi no teu!

Fria, rasgada pelo silêncio da noite,
Espalho a minha carne endoidecida
Pelos sentidos que não pereceram comigo...
 
goretidias
Enviado por goretidias em 02/10/2007
Código do texto: T676995
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
goretidias
Portugal, 59 anos
108 textos (5262 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:42)
goretidias