Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Malta Humana

Algumas vezes viver é penosa jornada...
Mas... ante as dificuldades do dia-a-dia
Nada provoca mais dor, à revolta, à heresia,
Do que a blasfêmia de negar-se um carinho...

À ebulição do espírito depura-se a essência...

Lenitivo algum permite-nos a mediocridade,
Porquanto encerra-nos sempre o sonho um pranto,
Desnudando-nos em meio ao gado humano, ao rebanho,
Qual fera domada em pasto alheio, estranho...

Finda a esperança na descoberta pueril
De que, se um dia Deus já também sorriu,
Hoje uiva à solidão da malta humana...

À depuração da essência agita-se o espírito...





Marco Aurélio Leite da Silva
Enviado por Marco Aurélio Leite da Silva em 02/10/2007
Reeditado em 27/12/2007
Código do texto: T677152
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Aurélio Leite da Silva
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
106 textos (51238 leituras)
1 áudios (38 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:52)
Marco Aurélio Leite da Silva