Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA DE UM POETA TRISTE



Perdoai!

Eu não queria
dizer-vos estes versos
torpes e híbridos...
Versos-miasmas
perdidos na mesmice
da velha mágoa...
Eu vos queria dizer
os versos mais lindos...
A palavra exata...
O poema-luz
que encanta
e enche os corações
de esperança
e de vida...
Eu não queria
atirar-vos estas pedras
rudes e frias...
Eu juro que não queria...
Eu não queria
ser esse poeta triste
e tão faminto...
Tão de sonhos desprovido...
Queria vos ofertar
a poesia-maior que em tudo há,
que em tudo existe...
Mas, tenho apenas
estes versos torpes
(estas pedras)
e  essa dor
que em mim persiste...
Rahna
Enviado por Rahna em 06/11/2005
Código do texto: T68075
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rahna
Belford Roxo - Rio de Janeiro - Brasil
54 textos (2209 leituras)
5 e-livros (419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:36)
Rahna

Site do Escritor