Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ando perdido



O som de meu movimento
assemelha-se a um corpo arrastado,
velho, carente, abandonado,
em rotas distintas no imenso vazio.

Às vezes, paro e penso... sorrio.
Tive a vida que quis e disso sei.
Tanto o quanto podia, eu amei.
E agora, entre lembranças,
girando em torno de mim,
na velocidade da vagareza,
faço-me em tristeza,
porque de mim ando perdido.

Então, no tanto que não mais podia,
entorpecido pela louca agonia,
mato meus sonhos nesse espaço,
onde pouco posso e menos faço,
desprezando o que penso partido,
esquecendo que talvez,
apenas eu tenha ido...


SATURNO
Enviado por SATURNO em 05/10/2007
Reeditado em 13/05/2013
Código do texto: T681180
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SATURNO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
660 textos (48350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 00:23)
SATURNO