Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DESENCANTO


A porta está aberta,
A fuga parece certa,
A alma está alada – alerta,
Mas, lá fora; o inverno vigora,
Impossibilidade de verões,
A vida é feita de grilhões,

A alma bem que tenta,
Bate – rebate – se arrebenta,
Penas soltas no chão;
Tentativas em vão.

Entristecida,
Encolhe-se, recolhe-se,
No divã do seu desencanto,
Entoa um canto de lamento,
Ave cativa – ainda viva,
A espera de livramento.

DELEY
Enviado por DELEY em 05/10/2007
Código do texto: T682509

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4964 textos (187822 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:48)
DELEY