Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCRUZILHADA

                                                                                Janjão
I
Vicio que aprisiona
Tira o sono, cria medos, ansiedades
Tudo ta escuro, só fumaça
e o Tempo cinzento
Desespero, agonia, necessidade
Viajar sem sair do lugar
Monstros reais e fictícios
Chapas morrem a frente e do lado
Amigos de ontem, indiferentes ou inimigos hoje

II

No inicio barato e curtição
Depois, um tênis de marca
não faz mal a ninguém
Pequenos delitos, depois grandes
e perigosas fitas
Dia desses tenta escapar
Mas a morte prematura persegue
Larga tudo, todos, deixa discos, livros
namorados legais

III

Teto ?, pontes e ruas
Não enxerga, só vê desilusão
Esperança, só do próximo papelote
Afunda-se na podridão
15, mas parece 30
face bela? Desgastada pela merda
Um dia é sempre o primeiro ou o último do
resto de suas vidas.

dialetico
Enviado por dialetico em 08/10/2007
Código do texto: T685341
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
dialetico
Limeira - São Paulo - Brasil, 55 anos
179 textos (9908 leituras)
8 áudios (326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:34)
dialetico