Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Entre saudades, e tristeza


A vida tem sido dura, pra quem vive no sertão.
Por falta de chuva, perdi minha plantação.
Se a seca continuar, vou viver lá na cidade.
Levando comigo uma carga de saudade

Minha vida sempre foi aqui
Tirando da terra meu sustento
Deus sabe o quanto eu sofri
Mas é chegado o momento
De largar tudo o que construí
Já não agüento, tanto sofrimento!

Cada nova manhã, uma nova esperança.
Mal o dia começa, começa o meu sofrer.
Aquela terra cheia de vida é só lembrança
Dos tempos, que era só plantar e colher.

A semente queima no chão
Viver aqui é uma temeridade
Sem o trigo, pra fazer o pão.
A sobrevivência é, prioridade.
Sei que vai doer meu coração
E que vou chorar de saudade

Não é certo o que faço, fugindo para cidade.
Pois, sei que não vou ter a mesma felicidade.
E, a vida que tenho aqui vivendo na natureza.
Eu deixo, pra viver entre saudades, e tristeza.


Balneário dos Prazeres: 13 / 10 /2007

Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T692513
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2316 textos (148745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:20)
Volnei Rijo Braga