Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração ou Razão

Ah coração e razão...
Dois inimigos da minha vida...
Dois amigos e irmão do meu caminhar...
Como posso viver...
Se vocês não se entendem...
Se vocês buscam sempre caminhaos diferentes...
Eu já não sei mais quem ouvir...
Afinal querido coração...
Não mais quero o ouvir...
Pois as escolhas já foram feitas...
Pois os caminhos...
Já foram traçados e eu esquecida...
De que adianta Coração...
VocÊ se prender a um antigo amor...
Se esse amor já não existe mais...
Se esse amor se desfez no vento...
COmo as lágrimas no chão...
Coração abra os olhos, ouça a razão...
Sei que és fiel ao amor...
Sei que és fiel aquele que amas...
Mas de que adianta...
Se aquele já partiu...
Porque queres me enlouquecer Coração...
A Razão tenta te explicar as coisas...
Ela te dar oportunidades...
Mas você coração não vibra...
Não sente nada...
Continua apertado, triste, vazio...
Ah Coração insano..
Perdido em buscas vazias...
Onde apenas a ausência...
Mostrará a você que tudo é ilusão...
Coração você ouviu daquele que amas...
Que te odeia...
QUe não sente mais nada...
Coração para de se iludir...
para de buscar o impossível...
Aceite um amor novo...
As razões para a vida melhor...
Aceite os carinhos que estão lhe oferecendo...
Se entregue a eles...
Pois o jogo já foi perdido...
E você viu aquele que amava ...
Partindo...
De que adianta lutar contra...
A escolha de outras pessoas...
De que adianta...
Lutar contra a própria vida...
Esperando um olhar...
Uma palavra...
Uma lágrima...
Já não se cansou de ver as minhas lágrimas Coração...
Não...
O que mais desejas de mim...
A loucura e a insanidade...
Sinto que já estou perto...
A vida perde o brilho por você Cõração...
Aceite o que a vida lhe oferece...
Aceite que os sonhos são irreais...
Aceite que a vida te fechou um porta...
Mas poderá te abrir outra...
COração insano...
Aceite um novo amor...
Aceite uma nova vida...
Para eu poder respirar...
E ter luz...
Pois vivo nas trevas da ausência sua...
Queria correr...
O mais rápido possível...
E pular num precipicio...
Pois na queda...
Esqueceria de tudo...
E por um segundo...
Um milessimo de segundo...
Esqueceria suas dores coração...
E seus conflitos razões...
Cansei dos dois...
Quero o silêncio em meu ser...
Quero a noite...
PAra que em seu silêncio...
O breu me esconda de tudo...
Ah dois amigos e inimigos...
Bruxa do Silêncio
Enviado por Bruxa do Silêncio em 22/10/2007
Reeditado em 24/10/2007
Código do texto: T704559

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bruxa do Silêncio
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 34 anos
109 textos (4526 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:08)
Bruxa do Silêncio