Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tormento


A solidão tem-me sido um algoz,
Desta vida insípida.
Destes dias de sofrimento,
Destas horas de tormento.

Tormento que me atormenta,
De uma ferida que nunca sara.
De uma arma que em mim dispara;
Que fere-me a alma!

Oh, quanta dor sinto!
Quantos prantos derramo,
Quantos pesadelos acordada;
Quanta angústia, quanto sofrimento!

O que me fere mais do que a saudade?
O que me mata mais do que a solidão?
Esta tua indiferença, o teu silêncio, o teu não!

O que amarga mais que o fel do ciúme?
O que me destrói e aos poucos me cancela?
O teu amor e a tua felicidade ao lado dela!

13/10/2007 14h00min.
Anne Monteiro
Enviado por Anne Monteiro em 26/10/2007
Código do texto: T710976
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anne Monteiro
Igarapé-Miri - Pará - Brasil, 42 anos
190 textos (65280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 01:09)
Anne Monteiro