Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tormenta

Cai a noite, o vento sopra
Ao longe há o trovão
Que anuncia o que está por vir

Fantasmas vêm e sussurram-me ao ouvido
O que o clarão do relâmpago há de revelar

O anjo da morte assenta-se a meu lado
Em meio ao caos o réquiem enfim pode ser entoado
Sombras de meu passado vêm me buscar

Olhe o céu como se tornou negro
Enfim a primeira gota de chuva cai

Para lembrar-me de meus erros esquecidos
Pois amar não é permitido aos decaídos
Ao vê-la chorar minha esperança se esvai

Minhas últimas horas são vazias
Solidão, nada mais

Caem as lágrimas em meio a chuva
Sem emoção, sem certeza ou momento
Tempestade,...um anjo cai
W Nophelim
Enviado por W Nophelim em 29/10/2007
Código do texto: T714731

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
W Nophelim
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 29 anos
109 textos (4806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:08)
W Nophelim