Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORTE DE UM MORTO

Novos tratamentos surgem.
Porém o mundo é imultavel,
Sempre o mesmo.
Triste, morto.
Niguém quer saber a origem do problema.
Sabem criticar.
Não procuram saber a origem do problema.
Sentimos prazer na dor.
Dor de saber a impossibilidade da vida.
Força jamis teremos na vida.
Vivo uma dor.
Como ser forte.
Vivendo no mundo dos fracos?
Vendo todos nossos amigos e pessoas ao redor.
Sendo levadas pelo sabor da morte.
Sabendo que ali era uma vida.
Tratada como um objeto.
Dexei de acreditar em tudo.
Pois a minha dor.
O que eu falo.
Peço que ninguem venha querer entender.
Pois ninguem me entende.
Não sou doente.
Pois depois de tudo que vivi.
Nada existe para mim.
Apenas a dor.
Sofrimento, sentir a morte.
Quero ir com ela.
O pior que ela não me leva.
Enquanto isso.
Vivo a experiência de viver uma morte.
Mesmo estanco vivo.
Vou levando a vida.
Trancado em meu quarto.
Apenas meu pensamento.
Minhas palavras mostra um pouco de mim.
Vou indo.
Andando.
Levantando.
Agora o mais importânte.
Vou viver mais um dia.
Que ele seja o mais bonito.
Vou ali.
Brincar de viver.
Renato D Oliveira
Enviado por Renato D Oliveira em 30/10/2007
Reeditado em 10/11/2008
Código do texto: T716776
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Dieckson). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Renato D Oliveira
Gurupi - Tocantins - Brasil
2228 textos (188161 leituras)
2 áudios (432 audições)
2 e-livros (204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 00:47)
Renato D Oliveira