Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Operário

Ele madruga diariamente ás quatro da madrugada.

A fábrica o espera ás seis em ponto.

Café com pão na mão.

Para acalentar o coração.


Ele pensa:

-Triste rotina sem fim.

E as horas vão passando,

Juntamente com o barulho

Infernal das máquinas,

Lembrando uma locomotiva.

Desembestada pela trilha da vida.


O seu peito dispara,

O seu peito acelera,

Forte

Como uma bomba atômica.


Enfim

chega a hora tão esperada!


Café com pão na mão,

Para acalentar o coração.

Melris
Marli Caldeira Melris
Enviado por Marli Caldeira Melris em 02/11/2007
Reeditado em 10/01/2009
Código do texto: T720977
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marli Caldeira Melris
Contagem - Minas Gerais - Brasil
1231 textos (545158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 13:00)
Marli Caldeira Melris