Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENCONTRO-ME SÓ

Há muito tempo que me encontro só,
compondo minhas árias de saudade,
o vento  e o pó, na minha visão
me  ofusca  a claridade.

Cantando e chorando meu lamento,
pungentes dores dilaceram o peito
de quem tem só o sofrimento,
dia e noite, deitado no leito.

Todas as dores e angústias vão
tornando  amarga  a minha vida,
que segue a luz como o esporão
do frágil caule procurando a vida.

Opacos dias atormentam a alma,
sempre carente de compreensão,
do humano que mantém a calma,
num mundo podre  de perversão.

Seguindo em frente,fico à espera
de  novo  dia, de  uma nova  era,
que há  de vir para quem espera,
tornando mansa, todas as feras.

Mas  se, porém, nada acontecer,
que mude a face do mundo todo;
com  certeza,  terei  que morrer
e não ter que  me chafurdar no lodo.

05/05/84- VEM
Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 10/11/2007
Reeditado em 15/08/2008
Código do texto: T731175
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (112382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:25)
Vanderleis Maia