Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perfume Mortal

Aromas cheios de um tédio fúnebre
Cheios de um aroma de sândalo
Carregados com todos os escândalos
De escola libertina.

Desejo desenhar figuras ao acaso
Entrar em tua bela flor de luto
E talvez em cada anacoluto
Talvez em cada ser absoluto.

Melodias que ecoam no éon absurdo
Sou um filho de algum ser corrupto
De algum deus que não precisa
Nem existir para criar alguma coisa.

Resta-me somente o perfume...
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 16/11/2007
Código do texto: T740190

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 33 anos
799 textos (270645 leituras)
6 áudios (1651 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:39)
Fabio Melo