Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MORRENDO DE TRISTEZA...



Enfim a última luz se apagou
Não estava mais agüentando
Aquela luz piscando
Do edifício ao lado
No centro urbano de minha vida

Não queria testemunhas
Para a minha solidão
Para o tormento dos excluídos
Não queria piedade, dó
Queria ficar sozinha

Nesta madrugada onde
A tempestade é anunciada
Não quero vestígios
De sobras de felicidade
Não contentarei-me com migalhas

Tão pouco quero ver o sol
Que apontará no horizonte
Daqui algumas horas
Meus olhos inchados por lágrimas derramadas
Não suportaria a dor

Pegarei o primeiro táxi
Sem rumo certo
Só não quero ficar aqui
No alto deste prédio tendo esta sensação
De querer mais a morte do que a vida
Aprendiz de Mulher
Enviado por Aprendiz de Mulher em 21/11/2005
Código do texto: T74332
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aprendiz de Mulher
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil, 39 anos
67 textos (5411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:55)
Aprendiz de Mulher