Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HISTÓRIA FATÍDICA

Foi naquela maldita noite
Barulhenta, festiva, sinistra
Que a vi e me apaixonei perdidamente
A música agitada, efervescia todo o meu ser
Por inteiro
As emoções fervilhavam
E mexiam com os meus sentimentos
Falsos e verdadeiros
Entreguei-me sem medo, culpas ou indagações...
Você estava linda, lânguida, jovem, fresca
E me envolveu num mar
De novas e indescritíveis sensações
Sem razões lógicas de existirem!...Emoções!
Deixei-me levar pelo encanto mágico
Na escuridão do aposento
Para onde lhe arrastei
Na ânsia incontrolável de saciar
Nossos desejos animalescos
E na sofreguidão  daquele momento
Vivi intensamente cada segundo
Percorri todo o seu corpo minuciosamente
Com ardor
Deliciei-me com o seu gozo
Escancarado, debochado, sem pudor
Hoje sozinho, abandonado
Pago o alto preço pelo desejo
Desenfreado, bestializado
Pelo feroz animal libertado
Naquela fatídica noite de setembro!
Doente carrego no sangue a herança
do vírus maléfico
Sou mais um, entre milhares
Um inconsciente sem sorte
Um aidético terminal
Condenado à morte
Preso a uma fria cama de hospital!
Lurdinha Mattos
Enviado por Lurdinha Mattos em 20/11/2007
Reeditado em 08/08/2014
Código do texto: T745290
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lurdes.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lurdinha Mattos
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
203 textos (306053 leituras)
1 áudios (659 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 07:35)
Lurdinha Mattos