Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo

Não saber
não adianta.
Não sentir
é impossível.
Não dizer é incapaz.
Sou como
fogo em terras gélidas;
tão preciso
como sangue
em circunstâncias
quase vitais.
Noites frágeis,
manhãs de calmaria incerta.
Um furo lento,
com a precisão do carbono,
lento como um cão
destinado ao infinito.
A vela e ponteiros
desfamiliarizados
pelo passar de tudo.
Saber de tudo,
dizer e sentir o  mundo.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 22/11/2007
Código do texto: T747827
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 30 anos
326 textos (14313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/17 14:19)
Dil Erick