Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Triste pesar de um suicida

Seria bom, se Deus me levasse desta terra!
Seria bom, se a piedade do criador,
Fosse tão infinita,
Que acabasse com minha dor!

Felicidade, não tenho mais,
Talvez, nunca a tivesse tido,
E apenas me iludido,
Pensando que tinha paz.

Se Deus me levasse, que glória!
Seria toda minha vitória!
Nessa hora de angústia,
Me falta força, astúcia...

Falta-me coragem também,
Gostaria de fechar, os olhos
Para sempre...
Amém.

Se Deus me fosse justo,
Fosse realmente onipotente,
Não me deixaria assim,
Lágrima vertente...

Abro mão da minha vida.
Sinto; estou de partida,
Para um mundo que não conheço,
Talvez; mereço.

O criador, de mim, não teve dó.
Me fez a vida, viver só.
Tirou-me tudo que quero,
Tudo que amo, venero...

Eu, juro que tentei,
Confesso que  muito pensei
Antes desta atitude tomar...
Mas, a vida, não consigo mais amar...

Apenas peço perdão a quem amo,
Quem em sonhos, eu chamo...
Só; irá ficar.
Este, confesso, é meu único pesar.

Fecho os olhos então feliz.
Acabei de vez com a dor desta cicatriz.
Oh vida!
Que tanto me fizeste chorar!

 

-- Escrita em 24/01/2001 --
Flávia Jobstraibizer
Enviado por Flávia Jobstraibizer em 22/11/2005
Código do texto: T74880
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Jobstraibizer
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (52176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:25)
Flávia Jobstraibizer