Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU POEMA É TRISTE

Meu poema, às vezes, é triste,
Cheio de saudade e melancolia,
Mas é o modo de eu dizer
Que amei muito e fui amada.

Falo demais da partida,
Mas podia ter sido eu
Que deixasse alguém chorando
Como um dia eu fiquei.

Com a ausência eu aprendi
Que o meu amado está presente
Em cada lembrança que ficou
Da vida que nós vivemos

Sem deixarmos folha em branco
Do grosso livro do meu destino
Que assinei quando nasci
Com a lágrima do primeiro vagido,

Ao pôr a cabeça para fora
Do macio e aconchegante berço
Do corpo de minha mãe...

22/11/04.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 23/03/2005
Código do texto: T7556

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343240 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:34)
Maria Hilda de Jesus Alão