Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CULPADOS E COVARDES.

SOMOS CULPADOS, FOMOS CUMPLICES DO SILÊNCIO,
FINGIMOS NÃO OUVIR O GRITO DE DOR DO NOSSO AMOR.
ELE ESTAVA FERIDO PELA INDIFERENÇA,
DOENÇA QUE ESTAVA MATANDO NOSSOS SONHOS.


VOCÊ GUARDOU SEUS SENTIMENTOS,
NA HORA QUE EU MAIS PRECISAVA DELES.
EU SEMPRE CHEGAVA TARDE NA HORA DO NOSSO AMOR,
NOSSA CAMA JÀ NÃO TINHA MAIS A CHAMA DO AMOR.


SEUS BEIJOS ESTAVAM SENDO COMO TAPAS NO ROSTO,
FRIOS, SEM GOSTO E SEM DESEJOS.
EU CRUZEI OS BRAÇOS PARA SEUS ABRAÇOS,
VIREI AS COSTAS, NADA TE PERGUNTAVA COM MEDO DAS RESPOSTAS.


ASSIM O TEMPO FOI PASSANDO...
E CADA VEZ O AMOR PASSANDO...
NADA MAIS PODEMOS FAZER DEIXAMOS NOSSO AMOR MORRER,
PELO MENOS TEMOS QUE TER CORAGEM DE DIZER ADEUS.


Brione  Capri

BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 25/11/2005
Reeditado em 27/11/2005
Código do texto: T76095
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:00)
BRIONE CAPRI