Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desfaça-se de mim, poeta. Tenório Valjean

Desfaça-se de mim poeta
Tudo que você sonha não há aqui
No meu peito não cabe sentimentos nobres
E se pudesse controlar o que sonho
Seria tudo sombra
Escolha outro pra atribuir suas fantasias
Sou impotente diante do mundo
E em minhas linhas não cabem promessas;
Só torturas
Se te disseram que o meu peito é amor, perdeu-se
A escolha errada, o caminho errado
Não existem mais fantasias
É tudo ilusão.

Tenório Valjean
Diego Guimarães Camargo
Enviado por Diego Guimarães Camargo em 03/12/2007
Código do texto: T763070
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego Guimarães Camargo
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
248 textos (7660 leituras)
2 e-livros (14 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:26)