Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" ABORTO"

Perdoe se cheguei de repente,
Talvez numa hora errada,
Queria alegrar muita gente,
Queria ser comemorada.
Queria ver alegria,
De muitos se abraçando.
Perdoe- me eu não sabia,
Um problema se estava gerando.
Eu imaginava teu rosto,
Tua mão me fazendo carinho,
Do leite materno, o gosto,
Iria passear de carrinho?
Daria os primeiros passos,
Segurando suas mãos,
Faria muita bagunça !
será que teria irmãos?
Mas não vi jamais teu rosto,
pois você não permitiu,
Eu nunca senti teu carinho,
Mãe pra mim nunca existiu !
Hoje, ninado pelo Senhor,
do alto eu vejo as casas,
Quem seria minha mãe ?
Será que lá eu teria asas ?
beto poeta
Enviado por beto poeta em 06/12/2007
Código do texto: T767762

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de José Roberto dos Santos silva e o e- mail pegasus_gja@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
beto poeta
Guarujá - São Paulo - Brasil, 48 anos
49 textos (4036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/17 08:56)
beto poeta