Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO DE UM POETA

SOU A ESPERANÇA QUE AMANHECE
SOU O GRITO DE UMA CRIANÇA
SOU A FENDA DE LUZ,QUE NÃO SE ABRIU
SOU A ILUSÃO DOS POETAS
SOU A CONSCIÊNCIA QUE EXISTE NAS VIRTUDES

SOU O CAOS QUE VISIBILIZA O BEM-QUERER
SOU A SOMBRA DE SENTIMENTOS
SOU A MÚSICA TRISTE QUE NINGUÉM OUVE
SOU O NÓ PRESO NA GARGANTA

SOU A CONQUISTA DE CADA DIA
SOU O SOFRIMENTO QUE DEPRIME O ESPÍRITO
SOU UMA LÁPIDE TRISTE,E INFELIZ
QUE NINGUÉM DEPOSITA FLORES

SOU O MEDO DE VIVER
SOU O SILÊNCIO DA SOLIDÂO
SOU A LOUCURA INSANA DE SONHOS VAGOS
SOU A PORTA ENTREABERTA

SOU O GEMIDO DE UM PRAZER INTENSO
SOU A IRONIA DO DESTINO
SOU A GLOXÍNIA QUE NÃO DÁ FLORES
SOU A LÂMINA DE UM PUNHAL

SOU A LASCÍVIA OSTENSIVA
SOU A SOLIDÂO QUE SE CALA
SOU A SÁTIRA DE MIM MESMO
SOU A POETA QUE CHORA
SOU QUEM DESEJO SER...

      EU...

LÍVEA MESSINA NUNES.
Lívea Messina Nunes
Enviado por Lívea Messina Nunes em 29/11/2005
Reeditado em 29/11/2005
Código do texto: T78701

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lívea Messina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 38 anos
689 textos (74320 leituras)
3 áudios (517 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:16)
Lívea Messina Nunes