Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA PASSAGEIRA.

Sonetos do poeta Malume (Manoel Lúcio de Medeiros).


Amigo como a vida é traiçoeira,
Surpreende-nos em plena direção,
Corremos sobre a face do abismo,
É num “piscar de olhos” a colisão!

Por mais atento que venhamos ser,
A vida passa, e gente sempre voa,
A nossa força não dá o prazer,
De ver na vida o quanto ela é boa!

E quantos não partiram sem adeus,
Sem chance, de ao menos, ter perdão,
Dos sonhos, acordaram sim, na morte!

Feliz daquele que foi para Deus,
Que teve da partida, o corpo são!
Partiu, mas noutra vida teve a sorte!



Direitos autorais reservados!
Malume
Enviado por Malume em 30/11/2005
Código do texto: T78975
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:59)
Malume