Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A solidão do nada

As vezes sinto tão sozinho
Até perco em meu caminho
Não encontrando direção
E assim me abate a solidão

Fico calado com meus botões
Viajando em meus espaços
Não encontrando nada
Que faça ser feliz naquele instante

Mas é coisa de momento
É um vazio no pensamento
É uma falta de nada
Uma ausência de tudo.

Será que isto é natural!
Será um vazio existencial!
Um momento de deserto!
Onde o silencio, faz silencio
Emudecendo o sentimento!
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 06/12/2005
Reeditado em 09/12/2005
Código do texto: T81787
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5276 textos (1222248 leituras)
5 e-livros (11796 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/17 22:35)
Ataíde Lemos

Site do Escritor