Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Fim!

Eu, caminhante da solidão,
Como um fantasma entre as sombras da saudade;
gritando a falta que você me faz!
Minha alma adolescente e fugitiva, num breve
estremecimento;
sofre na fuga despida da minha liberdade.
Silêncio!
Ingenuamente uma dor abre a ferida no meu peito...
E você, é o único remédio, antídoto da minha vida!
Sem você, é só vazio e solidão!
É chegado o fim de tudo?
O amor não se pede;
não se cobra;
não se exige;
se doa, se entrega!
Querer, nem sempre é poder te amar!
Amar, nem sempre se tem a quem se ama, ou amou!
Nós quase tivemos tudo; e o que somos hoje?
Cinzas de um futuro amor, que só a morte teceria o fim!


*Minha 1ª poesia
postada no Recanto*
Adriana Mallet
Enviado por Adriana Mallet em 12/12/2005
Reeditado em 03/11/2007
Código do texto: T84664

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Adriana Mallet). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Mallet
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
168 textos (22432 leituras)
2 áudios (370 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:57)
Adriana Mallet