Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha bela e gentil senhora ...

Padeço por ti de amores,
Minha bela e gentil senhora,
Se não revelei minhas dores,
Nestas rimas o faço agora.

Prisioneiro dos teus encantos,
Pelos quais a minh’alma delira,
Inspiro meus versos nos prantos
E em prantos minh’alma suspira.

Se tu sentisses a plangência,
Destes acordes roucos da lira,
Verias neste amor a inocência,
Neste amor que à poesia inspira.

És meu sonho que tanto quero,
Minha bela e gentil senhora.
Cultivo-o no que mais venero,
No amor que te entrego agora.


José Antonio Siqueira
Enviado por José Antonio Siqueira em 22/12/2005
Código do texto: T89375
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Antonio Siqueira
Itariri - São Paulo - Brasil, 67 anos
33 textos (1630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:11)
José Antonio Siqueira