Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recordações

Tímidos raios do Sol por vezes espiam
Por entre espessa névoa teimosa
Seus amarelados fachos anunciam
Melancolia numa tarde chuvosa

Leve brisa acaricia pétalas de rosa
O orvalho faz chorar pinheiros ranzinza
O riacho cascateia, cantando em prosa
As nuvens dançam soltas num céu cinza...

Vez em quando uma rajada de vento
Provocando em árvores estranhas contorções
Fazendo propícia uma viagem no tempo
Trazendo à tona antigas recordações
 
No grande casarão de amplos quartos
Uma lareira aquece sala ampla
Pinturas na parede mostram traços
De anos felizes de festança

Cortinas esvoaçam na penumbra formando sombras sinistras
O vento murmura baixinho segredos antigos
No telhado, treme de frio um gato de listras
No quintal late o cão a procura de amigos
 
O barulho do carro trazia euforia
Vinham os cães em intensa correria
Sabiam que ali terminaria a solidão
Eis que até mesmo um cão... sente alegria!

Raios de Sol pintam a tela
Pingos de chuva a fazem borrar
Se o tempo desbota tal aquarela
A vida ensina a relembrar

Antigas recordações dos tempos de infância
Voltando à tona e tentando traçar
Com cores pálidas e enfraquecidas
O quadro triste de nossas próprias vidas
André da Costa
Enviado por André da Costa em 22/12/2005
Código do texto: T89558
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André da Costa
Viradouro - São Paulo - Brasil
38 textos (4517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:18)
André da Costa