Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Sinto-me orfão  

As lágrimas invade meu rosto
Meu semblante se entristece
Mesmo acreditando na vida
Que nasce após a morte
Sinto a dor de perder um amigo
Sinto-me orfão.

O nó aperta minha garganta
O soluço trava minha voz,
Meu rosto empalidecido
A dor da ausência me transpassa,
Sinto-me orfão.

Cada vez que olho pro seu rosto
Lembro de sua presença viva
De suas palavras de confortos
Seus gestos de coragem
Lembro-me da firmeza de suas palavras
Do vigor de sua Fé
Sinto-me orfão.

Como será o amanhã
Como viver sem você
Como enfrentar os desafios
Que a cada dia tem que vencer
Sinto-me orfão.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 02/04/2005
Reeditado em 29/07/2006
Código do texto: T9325
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219236 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:40)
Ataíde Lemos

Site do Escritor