Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Derradeiro Instante

Derradeiro instante

Meus olhos vermelhos
Cansados de tanto chorar
Se miram nos cacos de espelhos
Quebrados no fundo do mar

Escorrem saudosas lágrimas
Salgadas, teimosas
Minhas faces estão a molhar
Os pedaços esparsos no fundo
Na penumbra resistem em brilhar.

Meus olhos se fecham
Me ponho a imaginar
Como seria viver no fundo do mar

As imagens refletidas nadam,
Tentam chegar em vão a superfície,
Pois não têm chão,e morrem aos poucos,
Nas ondas que beijam a areia das praias
E se quebram na brancura da espuma

Meus olhos vêem além do horizonte
Algum ponto distante e brilhante
Poderia ser também um pouso equilibrante
Na realidade, o brilho de um só diamante
Refulge no véu noturno agora cintilante
Resplandece no fundo oceânico e atlante

Minha alma solitária e confusa
Navega no espaço inter dimensional
Rompeu os limites do espaço sideral
Ou tive um grande abalo emocional
Mas creio ser este momento “sensacional”.

O extâse profundo de um ser pensante
Que raramente consegue atravessar a barreira
Que nos impõe a fria realidade conflitante.
Livrar-se, flutuar, vagar errante
No universo, além deste mero instante.

“Ver” com os olhos do espírito
fora da rotina diária e fustigante
mesmo que apenas por um momento
é “viver” longe do triste tormento
é a vitória, o momento do “triunfante”.

Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 10/02/2006
Reeditado em 06/01/2015
Código do texto: T110183
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87670 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:21)