Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema Anômalo

Poema Anômalo

Meus olhos
Borbulhavam
Lágrimas encachoeiradas
Incontidas
Qual catarse anômala

Uma purificação
Talvez secular
De gerações
de carmas
hereditários

Do interior profundo
Um abissal recado
ao exterior
Tudo querendo melhorar
Embelezar pela pureza
De uma lágrima
Tomando as dores do mundo.
maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 09/04/2006
Código do texto: T136490
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (22490 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 19:01)
maria do socorro cardoso xavier