Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Eu e D'us

Olha eu aqui outra vez meu Pai Eterno,
Em agradecimento pelo o que sou,
Pelo que tenho,
O que o Senhor fez de mim.

Obrigada meu Pai... pelo lindo coração a mim doado,
Pela minha garra, onde enfrento de frente, peito aberto
o crescimento do meu dia a dia.

Obrigada Pai...
Pela oportunidade de me burilar a todos os momentos,
Reciclando sempre minha harmonia, meu equilíbrio,
Tendo condições de assimilar as porradas recebidas,
Vencer meus pesadelos, fruto de minha solidão.

Obrigada Pai...
Por ter aprendido contigo a fé e nessa fé
ter condições de ser amor.
Ter a humildade de saber pedir perdão,
Dar amor aos que de mim precisam,
em contra partida, receber em troca amigos fiéis
que passaram a me amar.

Obrigada Pai...
Por meus filhos serem perfeitos,
E por me ter dado paciência para discernir seus limites,
Suas recaídas em relação a mim,
Aceitando-as como são, sem questionamentos,
mas, sim, cativando-as com meu amor maternal.

Obrigada Pai...
Pela minha inteligência, onde utilizada com jogo de cintura,
Me fornece o alimento diário,
Pois com teu apoio me encontro entre pessoas fortes, competentes,
E como diz o ditado popular:
"Junte-se aos bons e serás um deles."

Obrigada Pai...
Por este cantinho de onde te escrevo agora,
Local abençoado que me dá tranqüilidade,
Condições de Te escrever harmonicamente, com equilíbrio.

Obrigada Pai...
Por no hoje, poder dividir meus tiquinhos,
Com amigos que se encontram endividados,
E trazer um sorriso a esses lábios,
Passando prá frente tudo o que o Senhor já me deu.

Obrigada Pai...
Por ser perfeita, linda por dentro e por fora,
Sim... sou linda, pois me deste o maior amor do mundo,
E a cada dia que passo adquiro mais Tua sapiência,
E esse desabrochar, me dá condições de poder degustar a vida,
Vivenciando com prazer o que está a minha volta.

Obrigada Pai...
Por ter me dado lágrimas, elas são minha válvula de escape,
Onde constantemente deixo-as cair, pois nelas saem de meu coração
os sentimentos impuros, maus, nulos ao meu crescimento.

Obrigada Pai...
Por estar sempre do meu lado,
E em alto e bom som, grito ao mundo a minha felicidade
de ter um PAI.
Amém.

Sandra Wajman Grüner
Sandra Wajman Gruner
Enviado por Sandra Wajman Gruner em 30/05/2006
Código do texto: T165740
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Wajman Gruner
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
116 textos (7134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:35)